dezembro 15, 2007

Lar doce (novo) lar

Peço desculpas pela ausência de novas postagens aqui no blog. Mas uma mudança de residência nos deixou "desinternetados" e bastante atarefados.

Nossa, que loucura é mudar de casa! Embalar, carregar, pintar, desencaixotar, arrumar,... E no meio dessa loucura toda ainda temos que controlar nossos sentimentos de ansiedade, preocupação, nervosismo, lembrando que o nosso pequeno Lucas está fazendo parte dessa mudança, e é essencial que a gente passe o máximo de tranqüilidade a ele, já que o Lucas é extremamente sensível e qualquer alteração externa o afeta diretamente. E, diga-se de passagem, uma mudança de casa não é pouca coisa. Até nós ficamos desorientados.

O Lucas estranhou bastante nos primeiros dias. Agora já está mais adaptado com o novo lar. Esse sabe o que é bom! Saímos de um apartamento para uma casa, com direito a quintal para curtir os cachorros e até um pequeno jardim, onde o Luquinhas vai poder mexer na terra e ajudar a mamãe e o papai a cuidar das plantinhas. Em breve farei postagens com fotos dessas "aventuras" do nosso gatão.

E falando nos cachorros, ganhamos um presente pra lá de especial de uma pessoa muito querida. Bete Monta, editora da revista do Pit Bull, publicou uma matéria na edição deste mês que fala sobre relação (de muito carinho e amizade) entre o Lucas e Duna, a pit bull do vídeo postado aqui no blog. Linda a matéria que conta inclusive com fotos dos dois juntos. Quem quiser conferir, a revista já está nas bancas.

Obrigada pelo carinho, Bete! É muito bom saber que temos pessoas como você andando conosco nesta batalha!

2 comentários:

Rafael. disse...

Embalar,arrumar,meche armário!
Que cansaço,mais depois compensa!
E quem tá adorando a casa são os cachorros,correndo pelo quintal.

Beijos,Ani.Minha amiga,ombro e,principalmente,irmã!

Renata disse...

Nossa Senhora!!!
Linda a reportagem!!!
Ja corri e entrei no Blog desta pérola Lucas pra ver o site!!!
Parabens!!!
E outro exemplo é a Pitbull..oh gente..como eu queria que muita gente tivesse lido esta reportagem pra ver se diminui este preconceito com nossas amadas criaturas!!!
Bjs, Renata!